30285123098r5i.jpg

 

Nascida em Curitiba, Michele descobriu sua paixão e interesse pela fotografia documental de cunho social e ambiental quando cursava jornalismo na PUC-PR. Nesta época, recebeu duas vezes o prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas do Paraná na categoria reportagem fotográfica; segundo lugar em 2003 com a série "Olhar de um Índio" e primeiro lugar em 2004 com o ensaio "Vida das Torres" sobre os catadores de papel da Vila das Torres, a mais antiga favela de Curitiba. Em 2007, concluiu o curso de especialização em fotografia da Universidade Estadual de Londrina e começou a lecionar fotografia. Em 2012, formou-se com distinção no Mestrado em Fotojornalismo da Universidade de Westminster em Londres, na Inglaterra, onde também lecionou fotografia e atuou como fotógrafa free-lancer. Desde 2016, atua como docente de fotografia na faculdade de comunicação social.

 

Journalist born in Curitiba, Michele found out about her passion and greatest interest in documentary photography on social issues, during her bachelor’s degree. At that time, she was twice awarded by the Trade Union of Journalists of Paraná State for two documentary projects; second place in 2003 for the photographic series “Indigenous Gaze” and first place in 2004 for a photo essay entitled “Vida das Torres” on the lives of scavengers from the oldest slum in Curitiba. She subsequently exhibited her work, started teaching photography and freelanced in Brazil. In September 2012, the photographer concluded a Photojournalism MA at the University of Westminster in London where she also worked as a tutor and freelanced. Back in Brazil since 2013, teaches photography at the university.

share